16 de jun de 2011

Sábio é o simples, não exagera a importância para existir, não transforma incompreensão em crise, nem pensa a próxima tarefa como fardo.

“Sábio é o simples, não exagera a importância para existir, não transforma incompreensão em crise, nem pensa a próxima tarefa como fardo.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário